Cotações Cotrisal para 22/07/2019

Soja

Milho

Trigo (pH 78)

Notícias

29/05/2017 - 15:07
Especial Safra SOJA 2016/2017
A Cotrisal ampliou o recebimento da safra de soja no período 2016/2017 em relação ao de 2015/2016. No total foram 8.572.524 sacas. A oleaginosa garante empregos no campo e na cidade. É um combustível fundamental da engrenagem que movimenta a economia dos municípios.

Segundo o presidente Walter Vontobel, o ponto chave para o sucesso desta safra foi mais uma vez a parceria entre o Departamento Técnico da Cotrisal (Detec) e os produtores associados. “Essa parceria foi o elemento determinante para uma boa safra, que somada às condições climáticas, uso de tecnologia e capitalização dos produtores, impulsionaram a cadeia da oleoginosa na área de atuação da Cotrisal”, destacou Vontobel.

Segundo o Gerente da Unidade de Insumos, Maicol Serafini, o Detec intensificou o trabalho para que a lavoura do associado recebesse os melhores investimentos e manejos, buscando sempre a otimização do custo-benefício. “Nossos técnicos acompanharam o produtor desde a elaboração do projeto, orçamento e assistência ao crédito, passando pelo fornecimento de insumos, plantio até a colheita”, explicou o gerente Serafini.

 

Colheita recorde de soja no RS alcança 18 milhões de toneladas

Com o encerramento da colheita de soja no início de maio, a produção do grão no Rio Grande do Sul alcançou 18,2 milhões de toneladas na safra 2016-2017 — superando as estimativas anteriores. De acordo com os números divulgados nesta quinta-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o resultado ultrapassou a produção da safra anterior em mais de 2 milhões de toneladas, com crescimento de 12,4%.

O aumento é explicado pela ampliação de 2,1% da área de soja plantada no Estado, passando 5,4 milhões de hectares para 5,5 milhões de hectares. Além disso, houve elevação de 10,1% da produtividade na área cultivada com o grão, de 2.970 mil quilos por hectare para 3.270 mil quilos por hectare — o equivalente a 54,5 sacas por hectare.

   Tecnologia & Informação: certeza grandes rendimentos e lucratividade

Os dias de campo e reuniões movimentaram as Unidades da Cotrisal, milhares de produtores receberam as orientações sobre a importância de utilizar sementes adaptadas às condições de solo e o clima, além do acesso às mais modernas tecnologias de cultivo de acordo com a realidade de solo e clima. “Nosso objetivo com esse trabalho é manter nosso quadro social sempre bem informado, principalmente quando se trata da difusão de tecnologias, demonstrando o comportamento das novidades tecnológicas na realidade local onde a cooperativa está inserida”, destaca o gerente de insumos da Cotrisal, Maicol Serafini.

“Todas as unidades da Cotrisal, através de seus departamentos técnicos, estão de parabéns pelas realizações dos eventos e os associados souberam valorizar estas organizações, participando ativamente dos encontros e levando para as suas propriedades grande volume de informações úteis para a exploração racional e sustentável, e o desenvolvimento das suas atividades agrícolas”, ressaltou o gerente de insumos, Maicol.

 

 

Recomendações do Departamento Técnico Cotrisal

  • Realizar rotação de culturas;

  • Realizar análise de solo periodicamente, pois em cada cultivo os macros e micronutrientes são extraídos e para expressar todo potencial produtivo, a cultura deverá estar nutrida com equilíbrio;

  • Utilizar sementes certificadas e tratadas com fungicidas, inseticidas, micronutrientes e enraizantes. Estes tratamentos protegem as plantas na fase inicial de desenvolvimento produtivo.

  • Para atingir alto teto produtivo também é necessário observar a melhor época de semeadura, onde cada cultivar tem sua época preferencial, bem como densidade recomendada para extrair o máximo retorno por hectare;

  • Semear em solo em condições ideais de umidade;

  • Controlar a profundidade e velocidade de semeadura para garantir uniformidade na germinação;

  • Semear em área livre de invasoras;

  • Realizar o controle de pragas doenças preventivamente e no período correto.

 

           

Um MEGANEGÓCIO de mais de US$ 92 bilhões

A soja movimenta no agronegócio brasileiro estatísticas impressionantes, como um terço do faturamento da agricultura e um quarto de toda a agropecuária, além de representar 10% de tudo o que Brasil exporta. Essa e outras cifras estratosféricas começam a partir do trabalho de 215 mil produtores.

            O Brasil é o maior exportador mundial de soja e o segundo maior produtor global, atrás apenas dos Estados Unidos. A soja é uma das principais fontes de divisas do País, respondendo por 10% das exportações totais e 22% das exportações do agronegócio. Do faturamento total da agricultura brasileira, estimado para 2017 em R$ 357 bilhões, R$ 133 bilhões virão de soja - nada menos do que 35% do total. Considerando todo o faturamento bruto do setor agropecuário brasileiro, incluindo lavouras e pecuárias, estimado em R$ 562 bilhões em 2017, 24% serão gerados pela soja. São 215 mil produtores com uma geração de 1,4 milhão de empregos diretos e indiretos na cadeia produtiva. Mas o setor produtivo passa por um processo de concentração: 35 mil produtores de soja – que representam 16% do total – já respondem por 82% da safra brasileira.

            O complexo soja permite a produção de carnes, óleo para consumo humano e industrial, biodiesel e produtos da indústria química, dentre muitos outros usos. Dentre os grãos, é o que apresenta maior expansão em consumo em termos globais. De 1990 a 2016, o consumo mundial de todos os grãos cresceu 74%, mas o da soja se expandiu em 207% , contra 108% do milho, 46% do arroz e 36% do trigo. Há um aumento do consumo de proteínas animais ( carne, ovos e laticínio) e a demanda por farelo e óleo de soja cresce a um ritmo mais acelerado que o de outras commoditties, para acompanhas essa expansão. Ocorre ainda um aumento acentuado da produção industrial de carnes, principalmente frangos e suínos, demandando cada vez mais o farelo de soja.

            Desafio da cadeia – o Brasil precisara superar os principais gargalos logísticos (matriz de transporte e infraestrutura portuária), incentivar a abertura de mercados externos e a agregação local de valor (política tributária e desenvolvimento de mecanismos de proteção ao produtor contra adversidades climáticas ( seguro agrícola eficiente).

PRODUTIVIDADE NA ÁREA DE ATUAÇÃO DA COTRISAL:

NOME CIDADE AREA CULTIVAR CULTIVAR PRODUÇÃO
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 43 50I52RSF IPRO(RAIO) 81
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 38 50I52RSF IPRO(RAIO) 85
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 77 54I52RSF IPRO 82
ELTON MATIAS DO AMARAL BOA VISTA DAS MISSÕES 13 5855RSF IPRO (ELITE) 75
IVAN DALLATEZE ENTRE RIOS DO SUL 15 5855RSF IPRO (ELITE) 75
ADELAR SAUSEN NOVA BOA VISTA 5,5 5855RSF IPRO (ELITE) 70,5
DANIEL SAUSEN NOVA BOA VISTA 5,5 5855RSF IPRO (ELITE) 70,5
LEOMAR HOLZ NOVO XINGU 27,5 5855RSF IPRO (ELITE) 62,5
ROMILDO WITTER NOVO XINGU 20 5855RSF IPRO (ELITE) 66
ELOI GAEDICKE NOVO XINGU 15 5855RSF IPRO (ELITE) 78
PEDRO COCCO STEFANI PALMEIRA DAS MISSÕES 40 5855RSF IPRO (ELITE) 76
ALBERI BRAATZ PONTÃO 20 5855RSF IPRO (ELITE) 78
EDEMAR VALTER MEYER PONTÃO 8,3 5855RSF IPRO (ELITE) 86
AMARILDO LUIZ LORINI SARANDI 22 5855RSF IPRO (ELITE) 69
ADILIO JOÃO BRUSTOLIN SARANDI 18 5855RSF IPRO (ELITE) 70
ARI PIVA SARANDI 20 5855RSF IPRO (ELITE) 71
JORGE RE SIGNOR SARANDI 12,5 5855RSF IPRO (ELITE) 71
ANGELO DE MARCO SARANDI 4,1 5855RSF IPRO (ELITE) 72
REINALDO LOURENÇO GOFFI TRÊS PALMEIRAS 6 5855RSF IPRO (ELITE) 74
SIMÃO ANDRE JUNGES CHAPADA 4 58I60RSF IPRO (LANCA) 90,7
ITACIR ZANELLA CONSTANTINA 19,1 58I60RSF IPRO (LANCA) 86,4
IVAN DALLATEZE ENTRE RIOS DO SUL 8,7 58I60RSF IPRO (LANCA) 70
NELSO AMELIO BOSA NONOAI 13 58I60RSF IPRO (LANCA) 84,1
ROMILDO WITTER NOVO XINGU 11 58I60RSF IPRO (LANCA) 70
EDMAR GERMANO HOLZ NOVO XINGU 23 58I60RSF IPRO (LANCA) 75
ELOI GAEDICKE NOVO XINGU 10 58I60RSF IPRO (LANCA) 76
ALCEU RANNO NOVO XINGU 14 58I60RSF IPRO (LANCA) 79
ELSO DEQUI PALMEIRA DAS MISSÕES 30,66 58I60RSF IPRO (LANCA) 77
ADRIANO COCCO STEFANI PALMEIRA DAS MISSÕES 40 58I60RSF IPRO (LANCA) 82
PAULO CESAR COPINI PONTÃO 4,5 58I60RSF IPRO (LANCA) 81
JOSE ALVARO SCHNEIDER PONTÃO 5,3 58I60RSF IPRO (LANCA) 82
JIOVANI KRAUSE PONTÃO 5 58I60RSF IPRO (LANCA) 86
LUIZ WHAL PONTÃO 9 58I60RSF IPRO (LANCA) 93
GILDO DE MARCO SÃO JOSE DAS MISSÕES 6 58I60RSF IPRO (LANCA) 75
FABIO PEDROTTI DE OLIVEIRA SÃO JOSE DAS MISSÕES 18 58I60RSF IPRO (LANCA) 87
LUIZ FLAVIO LAURINI SARANDI 10 58I60RSF IPRO (LANCA) 76,5
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 50 58I60RSF IPRO (LANCA) 82
MARTINHO ORLANDO MANICA SARANDI 7,74 58I60RSF IPRO (LANCA) 86,7
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 60 58I60RSF IPRO (LANCA) 94
REINALDO LOURENÇO GOFFI TRÊS PALMEIRAS 6 58I60RSF IPRO (LANCA) 80
RODOLFO JOSE BARBIERI BOA VISTA DAS MISSÕES 26 5958RSF IPRO 70
ARLEI AUGUSTO FORBRIC BOA VISTA DAS MISSÕES 15 5958RSF IPRO 72
ELTON MATIAS DO AMARAL BOA VISTA DAS MISSÕES 24 5958RSF IPRO 77
ELSO DEQUI PALMEIRA DAS MISSÕES 23 5958RSF IPRO 74
MARCOS EDUARDO SIGNOR SARANDI 12,5 5958RSF IPRO 68
CLOVIS BATISTI SARANDI 30 5958RSF IPRO 68
AMARILDO LUIS LORINI SARANDI 40 5958RSF IPRO 69
SALVADOR SIGNOR SARANDI 50 5958RSF IPRO 70
ALTAIR BATISTI SARANDI 20 5958RSF IPRO 70
RUDIMAR DE MARCO SARANDI 3,3 5958RSF IPRO 72
GENEROSO POTRICH SARANDI 6,8 5958RSF IPRO 73
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 150 5958RSF IPRO 82
ALTAIR BATISTI SARANDI 2,4 5958RSF IPRO 83
JONI KARLING DE ABREU SARANDI 36 5958RSF IPRO 84
TOMAS TADEU ZANON MORO BOA VISTA DAS MISSÕES 62 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 73
ANDRE AUGUSTO S. FORBRIC BOA VISTA DAS MISSÕES 36 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 74
ALCIDES CAMARA BUENO BOA VISTA DAS MISSÕES 13 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 76
ADELINO ZANATTA NONOAI 35 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 81,9
EDMAR GERMANO HOLZ NOVO XINGU 25,5 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 68
ALCEU RANNO NOVO XINGU 8 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 70
JIOVANI KRAUSE PONTÃO 6 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 82
ECLAIR JOÃO BUSCH PONTÃO 5 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 83
JONI KARLING DE ABREU SARANDI 22 6160RSF IPRO(VANGUARDA) 87
LEOMAR HOLZ NOVO XINGU 18 6863 RSF (TORNADO) 70
JOÃO VALDEVIR DELIBERALI PALMEIRA DAS MISSÕES 28 6863 RSF (TORNADO) 68
WALDIR KRAUSE PONTÃO 4 6863 RSF (TORNADO) 80
OSVALDO FRANCISCO SIGNOR SARANDI 28 6863 RSF (TORNADO) 60
ADILIO JOÃO BRUSTOLIN SARANDI 4,5 6863 RSF (TORNADO) 70
LUCIANO ADALBERTO HENKES SARANDI 40 6863 RSF (TORNADO) 80
ADELAR SAUSEN NOVA BOA VISTA 6 BMX ATIVA 76
DANIEL SAUSEN NOVA BOA VISTA 6 BMX ATIVA 76
EDMAR GERMANO HOLZ NOVO XINGU 10 BMX ATIVA 70
ROMILDO WITTER NOVO XINGU 12 BMX ATIVA 70
LEOMAR HOLZ NOVO XINGU 78 BMX ATIVA 78
ROMILDO WITTER NOVO XINGU 5 BMX ATIVA 83
PAULO VALOIS LUDWIG PONTÃO 10 BMX ATIVA 80
JOSE ALVARO SCHNEIDER PONTÃO 5 BMX ATIVA 83
MAURO AUGUSTO PASQUETTI SARANDI 7 BMX ATIVA 65
LUIZ FLAVIO LAURINI SARANDI 10 BMX ATIVA 75
JORGE RE SIGNOR SARANDI 14,5 BMX ATIVA 79
AMARILDO LUIZ LORINI SARANDI 5,6 BMX ATIVA 81
JONI KARLING DE ABREU SARANDI 15 BMX ATIVA 92

Veja também