Cotações Cotrisal para 19/09/2019

Soja

Milho

Trigo (pH 78)

Notícias

22/05/2019 - 08:55
Interleite Sul tem participação da Cotrisal
A 9ª edição do Interleite Sul 2019 debateu as mudanças na cadeia do leite e tecnologia no campo. O evento reuniu 720 participantes no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó, Santa Catarina, durante os dois dias de evento.

A Cotrisal marcou presença na plateia com a equipe do Departamento Veterinário, com o Gerente da Cotrisal Três Palmeiras, Adílio Pereira e também, participando das apresentações com o associado e produtor de leite de Três Palmeiras, Odirlei Bombana. 

Nos dois dias de evento foram apresentados seis painéis com a participação de 22 palestrantes-debatedores um conjunto de temas da atualidade econômica, científica e mercadológica, tendo como tema central "Sistemas de produção e eficiência econômica para o sul do Brasil".Participaram produtores de leite, técnicos, laticínios, empresas de insumos e órgãos governamentais estiveram reunidos para debater sobre principais mudanças na cadeia produtiva do leite.

Também fizeram parte da discussão temas como a aproximação entre indústrias e produtores, além de um panorama da realidade de mercado, sistemas de produção que são eficientes, bem-estar animal, novos projetos para o futuro e investimentos na cadeia de leite.

As palestras foram divididas em 3 painéis, compostos por apresentações de produtores de leite e técnicos dos três estados que compõem a região Sul do país.

 9ª edição do Interleite Sul 2019

De acordo com o CEO da Agripoint e coordenador geral do Interleite Sul 2019, Marcelo Pereira de Carvalho, o objetivo é proporcionar conhecimentos e troca de experiências com profissionais, além de acesso a tecnologias avançadas no setor. “A cadeia do leite passa por um processo de transformação, mas está longe do seu pico. Esse ano trouxemos temas relacionados à tecnologia, acesso à informação, estratégias de negócios para os produtores, pois são relevantes aos profissionais do setor e estudantes da área”, ressaltou.

O mercado de lácteos, no Brasil, se alterna entre períodos de excesso de oferta e preços altos que não repõem os custos de produção com épocas de escassez e preços elevados. O leite deixou de ser uma atividade secundária e passou a ser uma das principais geradoras de renda para o produtor catarinense em razão da conjugação de vários fatores que tornaram o Estado o quarto maior produtor nacional, entre eles a adoção de sistemas eficientes de produção e a profissionalização dos criadores.

A região Sul produz mais leite do que a Argentina, mas não era assim: no ano de 2000, produzia só a metade! O crescimento consistente ocorre pela utilização de novas tecnologias no campo contribuem no aumento da produção leiteira, seja em grandes, médias ou pequenas propriedades. Ainda, a busca de conhecimento e informações dos produtores sobre como aplicar novos sistemas, colabora para os bons resultados.

REFERÊNCIA NACIONAL NA PRODUÇÃO DE LEITE

O Sul reúne três dos principais produtores de leite do País. A região tem uma produção média de 12 bilhões de litros/ano e um crescimento de 6% ao ano em comparação a outras regiões do Brasil. Juntos, os três estados do Sul somam a maior cadeia produtiva leiteira do País. Os sistemas de produção e eficiência econômica para o Sul são o tema principal do Interleite Sul 2019. Seis painéis, 22 palestrantes-debatedores e um conjunto de temas da atualidade econômica, científica e mercadológica compõem a programação que segue nesta quinta-feira (09). O seminário tem como foco apresentar as principais mudanças que estão ocorrendo na cadeia, as tecnologias no campo, a aproximação entre indústrias e produtores. Neste ano, também traz temas que focalizam os consumidores, suas expectativas e exigências, além de assuntos como automação e robótica, terceirização de atividades, otimização de investimentos.

 

Veja também